Voluntariado

Não estamos numa redoma de vidro. Nem o pretendemos. É preciso conhecer a realidade e intervir. Há sempre alguém que precisa de nós e o espírito de serviço está-nos no sangue.

Todos os anos organizamos semanas intensivas de voluntariado com deficientes profundos. São vários os destinatários dos nossos cuidados, mas com alguma frequência procuramos ajudar as pessoas que residem no Centro de Deficiente Profundos de Sto. Estêvão, em Viseu. São dias em que prestamos, a quem mais o agradece, apoio em todas as necessidades básicas.

Outras vezes o nosso remédio é sobretudo aquele que podemos prestar com uns minutos de companhia e atenção, bem mais perto, nalgum bairro de Lisboa. Do Martim Moniz, na Baixa, ao Bairro da Palma, a 100m da nossa casa.

Talvez algumas vezes não se note a necessidade urgente de comida ou dinheiro. Mas o que se repara sempre é na necessidade que as pessoas têm de atenção, de dois dedos de conversa. E aprende-se muito, cresce-se. Verdadeiras lições. E dizemos nós que temos problemas? E, no final, aquela alegria, não procurada, própria de quem deu um pouco de si.

O teu futuro agora.